fbpx

Artigos marcados com a categoria: Sem categoria

cola-de-fibrina-angioplastica

ADESIVOS BIOLÓGICOS E SINTÉTICOS – COLA DE FIBRINA

A formação de seroma, líquido solto na área operada, é uma complicação pós-operatória frequente em cirurgia plástica estética e reconstrutora.  Qualquer procedimento cirúrgico que envolva a elevação de retalhos extensos de tecidos, e presença de espaços descolados, apresenta risco de formação de seroma.  Abdominoplastias, plásticas de face, mamoplastias, próteses mamárias e reconstruções mamárias estão associados à esta complicação.

Embora a presença deste líquido  (seroma) muitas vezes não apresente implicância clínica, ocasionalmente sua presença pode persistir por meses requerendo múltiplas aspirações, com um período de recuperação prolongado.  

   Os métodos empregados, atualmente, para prevenção de seromas incluem curativos pós-operatórios compressivos, imobilização e drenagem fechada com cateteres de sucção, além do emprego de suturas que diminuiria o espaço descolado.  Estas medidas podem apresentar o inconveniente de aumentar o processo inflamatório.

Diversos estudos experimentais iniciais têm mostrado que adesivos poderiam ser úteis para obliterar espaços mortos e com isso minimizar o risco de desenvolvimento de seroma.  As colas (selantes) de fibrina existentes a disposição no comércio são feitas de derivados sanguíneos biológicos. As colas de fibrina, feitas a partir do próprio paciente, teriam uma eficiência menor como adesivo que outros selantes biológicos comerciais.  Os selantes sintéticos eliminariam a necessidade de doação de sangue além de evitar o risco de transmissão viral, porém apresentam um custo elevado e merecem mais estudos.

Existe uma limitação importante de estudos que comparam as características quanto às ações adesivas dos principais tipos de selantes biológicos e sintéticos empregáveis. A questão sobre qual selante teria força tênsil significativa com mínimo de complicações e inconvenientes; ainda é bastante controverso.

Este fascinante assunto atrai a atenção dos pesquisadores e nosso há anos, e vemos com grande otimismo as novas perspectivas futuras no sentido de controlar definitivamente esta complicação que pode trazer frustração aos cirurgiões e pacientes.

 

Por: Joel Jacobovicz

Médico formado pela Universidade Federal do Paraná (1990), membro titular e especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Como Varizes Podem Levar ao Eczema

varizes-podem-provocar-eczema-angioplastica
Inflamações na pele podem causar manchas difíceis de tratar, indicam especialistas.

Pessoas com varizes nas pernas frequentemente desenvolvem manchas secas, avermelhadas e com coceira ao redor de algumas áreas no corpo. Difíceis, senão impossíveis, de tratar com loções hidratantes regulares, elas podem ser o chamado Eczema, muito frequentemente com as varizes.

Como surge o Eczema

As veias varicosas são formadas quando o delicado sistema de válvulas no seu interior deixam de funcionar adequadamente. Sob uma situação normal, estas válvulas permitem a passagem do fluxo sanguíneo na direção correta. Mas quando elas param de funcionar, ou funcionam de uma forma ineficiente, o fluxo sanguíneo torne-se inadequado, levando a um refluxo e consequentemente dilatação e tortuosidade destas veias. Estas veias dilatadas colocam uma hipertensão sobre a pele adjacente, frequentemente lesando-a, e causando o eczema e outras alterações da pele.

 

varizes-e-eczema-saiba-a-relação-clinica-angioplastica

 

E o que é Eczema Varicoso?

Comumente chamado eczema varicoso, eczema venoso ou eczema gravitacional, esta condição e um efeito colateral das varizes dos membros inferiores e no seu estagio inicial pode ser tratado topicamente, a fim de um alivio na coceira e na vermelhidão. Em alguns pacientes, utilizar meias elásticas pode causar algum alivio, deste que utilizada todos os dias. Mas mesmo com todos estes cuidados, com o decorrer do tempo, o eczema varicoso pode evoluir mais profundamente, aumentando os sintomas e uma maior dificuldade de recuperação. Para realmente tratar o eczema varicoso, as varizes que o causam necessariamente devem ser tratadas.

cuidados-com-a-saude-das-pernas-clinica-angioplastica

Problemas de Pele e Veias Varicosas

 

 

Estudos demonstram que problemas de pele associados a varizes são mais comuns em mulheres do que em homens, e também tornam-se mais comuns com o envelhecimento. Atualmente, o tratamento das varizes provem um rápido e efetivo alivio na dor e desconforto provocados e, também, nos seus efeitos colaterais. Utilizando-se técnicas
modernas, resultados superiores, recuperação cada vez mais rápida e volta precoce as atividades normais e de trabalho são os resultados encontrados.

 

 

3 Razões Para Tratar Varizes

Se você pensa que varizes e varicoses são apenas problemas estéticos e não requerem tratamento, é hora de repensar.

3-RAZOES-PARA-TRATAR-VARIZES-ANGIOPLASTICA-CLINICA-VARIZES-ANGIOLOGIA

Houve tempo em que tratamento de varizes era sinônimo de cirurgia. Hoje existem alternativas, como a escleroterapia, que são minimamente invasivas e podem oferecer resultados satisfatórios. Porém além de trazer uma solução estética, a parte mais importante do tratamento é outra: evitar complicações. Varizes e varicoses sem tratamento podem provocar diversos problemas na sua saúde.

Não deixe o medo do tratamento causar algumas destas situações:

Úlceras nas Pernas

Varizes não tratadas pioram a circulação sanguínea. Um vaso sanguíneo não tratado pode provocar um quadro de edema, prurido, inflamação na pele, alteração da cor e a piora desse quadro pode provocar úlceras. Essas feridas são difíceis de cicatrizar até que um tratamento resolva o problema que as causou.

Coágulos sanguíneos

A chamada tromboflebite superficial é consequência do não tratamento de veias varicosas e de refluxo venoso. O surgimento de inchaço, vermelhidão e dor são um indicativo da condição, que é causada por coágulos sanguíneos mais superficiais.

trombose venosa profunda é uma consequência muito mais séria – e  potencialmente letal. O quadro também é conhecido como TVP e pode ser assintomático ou apresentar sintomas semelhantes à tromboflebite superficial. O coágulo formado em veias mais profundas pode causar a morte do membro e levar a amputações. Em casos mais graves, o coágulo pode se desalojar e viajar até os pulmões e causar uma embolia pulmonar, condição que pode levar o paciente à morte.

Sangramento

Varizes não tratadas, com o passar do tempo, podem causar as úlceras que já mencionamos. A pele com essas feridas fica mais frágil e fina, tornando-a mais suscetível a lesões e sangramentos sérios.

 

PERNAS-SAUDÁVEIS-SEM-VARIZES-MULHER-NA-PRAIA-FELIZ-CLINICA-ANGIOPLASTICA

Ainda que suas varizes sejam discretas, o tratamento é necessário. Procure um angiologista ou cirurgião vascular – quanto mais precoce o tratamento, mais rápido e menos invasivo ele será. Tranquilidade e qualidade de vida não têm preço.

Corrida provoca varizes? Especialistas explicam

 

Afinal, corrida causa varizes? ANGIOPLÁSTICA

Durante o dia ou à noite, é possível ver pessoas praticando esportes ao ar livre durante todo o ano. Seja pedalando, caminhando ou correndo pelas ruas e parques da cidades, a tendência é encontrar pessoas cuidando de si mesmas.  A preocupação com a saúde e a estética levam algumas pessoas a se perguntar: corrida provoca varizes?

A resposta correta é talvez. Correr é excelente para manter suas veias fortes e saudáveis, o impacto da corrida pode também lesionar as veias das suas pernas, iniciando um processo de varizes.

Apesar de corredores apresentarem menos sintomas de problemas de circulação, a prática do esporte não garante estar à salvo do problema. Além da atividade física, outros fatores afetam o surgimento dos vasinhos nas pernas. 

Afinal, corrida pode causar varizes? ANGIPLÁSTICA

Fatores de Risco

O fator hereditário têm grande peso na hora de determinar a chance de desenvolver varizes. Se um dos pais possui varizes, a chance do filho também desenvolver é entre 33% e 50%. Agora, se ambos pais tiverem o problema, a chance aumenta para 90%.

Além da hereditariedade, existem fatores que desempenham papel decisivo no surgimento de problemas venosos. Por exemplo, envelhecimento, gestação, ingestão hormonal – por anticoncepcionais ou reposição hormonal – encabeçam o ranking dos maiores causadores de varizes.

Se você possui varizes, somente um médico pode indicar a melhore solução e resolver seu problema. Confiar somente na prática física pode criar mais problemas que resolver quando o assunto é saúde.